Revista Sucesso

Atualizado em 16/10/2017 17:14

Gastronomia

Cassoulet. Feijão branco, um prato redundante

O que sei com certeza é que num dia bem frio, tanto o cassoulet quanto a fabada ou a feijoada alimenta  o corpo e aquece a alma.

Da redação

"Em Michigan, quando era recém-casada, minha mãe costumava guardar um caldeirão com feijão no fundo da fornalha, por cinco dias ou mais, e seu sogro lhe dizia, em tom carinhoso, abrindo caminho até as partes comestíveis: Um pouquinho de carvão nunca fez mal a ninguém". M.K. Fischer - Um alfabeto para gourmets.

Na Espanha, o cassoulet se chama Fabada. Tem em comum que ambos têm origem na Idade Média e levam feijão branco. E carnes, chouriço, morcilha, embutidos que só existem nessa parte do mundo e até carne de porco salgada. O cassoulet francês pode levar carne de ganso dependendo da região, mas no espanhol vai um pedaço de osso de jamón, que dá um sabor inigualável. Os dois levam fava branca, mas o feijão branco comum, que não deixa de ser uma fava mais desidratada, substitui perfeitamente. Iguaria tão sofisticada e famosa, no fundo não deixa de ser uma boa feijoada onde o feijão branco foi trocado pelo preto, tornando-se assim um pouco mais leve. Corre o boato, inclusive, que feijão branco não engorda. O que sei com certeza é que num dia bem frio, tanto o cassoulet quanto a fabada ou a feijoada alimenta  o corpo e aquece a alma. A fabada de Astúrias, que é a boa, é exportada ao mundo todo em latas e potes de vidro mas, se quiser fazer a minha, anote aí:

Cassoulet à moda Espanhola (serve no mínimo 06 pessoas)

-500 gramas de feijão branco
- 100 gramas de bacon cortado em dois pedaços
- 2 gomos de linguiça paio cortados ao meio
(o paio é o que dá o gosto mais parecido que encontrei ao osso de presunto cru)
- 100 gramas de linguiça calabresa
- 200 gramas de panceta de porco crua.
- Carne, linguiça e embutidos vão ao gosto de cada um.
 Sempre cortados em pedaços grandes para não desmanchar no cozimento.
- 3 tomates grandes maduros sem pele, picados.
- 1 cebola grande picada miúda
- 1 cabeça de alho descascada e moída com sal
-  3 folhas de louro
- 1 colher de sopa de pimentón picante, que é a páprica espanhola
- 1/2 copo americano de óleo e sal a gosto.
- Azeite de oliva para regar depois do empratado, ou seja, na mesa.

Modo de preparo: Comece lavando bem o feijão branco em várias águas. Depois deixe de molho por pelo menos 8 horas. Em panela funda comece a cozinhar o feijão com a água do molho e todas as carnes. Acrescente mais água, quase um palmo a mais acima dos ingredientes. Em panela normal umas 3 horas a fogo lento. Em panela de pressão 1 hora e uns 15 minutos. O feijão tem que ficar macio, amanteigado, desmanchando. À parte, faça um refogado. Esquente o óleo, acrescente a cebola e o louro. Em seguida o tomate, a páprica e, por último, o alho e tudo vai para dentro do feijão. Misture suavemente e deixe cozinhar tudo por mais uns 10 minutos. As pessoas se servem com uma concha de sopa, em prato fundo, escolhendo ou não as carnes que querem. Regue com azeite e voilá, buen provecho!



Maria de Los Angeles
Autodidata, especialista em culinária espanhola
e Cronista Gastronômica.

> Veja mais posts da colunista aqui

Cassoulet, feijão branco, feijoada branca, gastronomia, culinária, Maria de Los Angeles, Editora Sucesso, Revista Sucesso, Revista Bem-estar

Colunista

Maria de los Angeles

Autodidata, especialista em culinária espanhola e cronista gastronômica
maria@delosangeles.com.br

Veja mais artigos
Mais lidas
  1. Uma sobremesa muito refrescante
  2. SARDINHAS
  3. Alióli
  4. Cuscuz Rodolfo Valentino
  5. Gaspacho Andaluz
  6. Cacau do bom
Leia também
  1. Uma salada lá do Mediterrâneo
  2. Uma sobremesa bem fresca
  3. Lombarda; Repolho Roxo
  4. Ambrosia
  5. Um bolo muito inglês
  6. Moqueca moleca