Revista Sucesso

Atualizado em 28/06/2016 15:32

Gastronomia

Cozinhando com vinho

O vinho para cozinhar deve ser tão bom quanto o para beber. Branco ou tinto, tem que estar em perfeito estado.

Da redação


O vinho para cozinhar deve ser tão bom quanto o para beber. Branco ou tinto, tem que estar em perfeito estado. Não existe essa de “aproveitar o vinho azedado”. Seja para um risoto, peixe, ou mesmo para carnes. Se você busca uma receita exótica, indico Calamares en su tinta, cujo molho é preparado com a tinta da própria lula e vinho tinto. Delícia!

Agora, se você gosta de cozinhar com vinho e “no vinho”,tenho uma historinha ilustrativa, antropofágica, mas muito engraçada.

Conta o conto que havia duas aldeias vinícolas, uma na França, outra na Espanha. Durante a guerra, houve uma noite de grandes tumultos, com tiros pralá e pracá, fumaceira e estrondos. No dia seguinte, com grande pesar, a aldeia espanhola se deu conta de que tinham, sem querer, matado um francês da aldeia vizinha. Os notáveis da cidade conspiraram rapidamente e não tiveram dúvida: jogaram o francês falecido em um dos muitos tonéis já com o mosto da colheita recente, para a próxima safra de vinho.

Passou o tempo e o vinho ficou pronto. A adega, em festa, chamou o povo para a grande degustação. Mas, com surpresa, o dono da adega constatou que não se lembrava para qual tonel tinha ido o desventurado francês! No entanto, o vinho estava melhor que nunca, choveram elogios, uma safra excelente! Por isso, até hoje, quando o vinho é muito bom, comenta-se ao brindar: “Hum! Este vinho tem ‘francês’"!

E por falar em francês, lembrei-me destareceita chiquérrima: Coq au Vin, que seria, literalmente, Galo ao vinho. Na minha tradução, frango ensopado no vinho. Anote:

Frango à Caçadora

Ingredientes 

  • 4 coxas e sobrecoxas de frango, cortadas ao meio sem pele;
  • 3 tomates sem pele picados;
  • 2 cebolas picadas;
  • 4 dentes de alho socados com 1 colher de chá de sal e pimenta a gosto (gosto da pimenta calabresa);
  • 1 maço de cheiro-verde bem picadinho;
  • 1 colher de sopa de orégano;
  • 2 folhas de louro;
  • 1 pitada de cúrcuma em pó (açafrão da terra);
  • O fundo de um copo americano de molho de soja;
  • 1 copo de azeitonas pretas, das miudinhas (se preferir as verdes, sem problemas);
  • 2 copos de água ou caldo de galinha;
  • 2 copos de vinho tinto seco;
  • ½ copo de óleo.

Comece refogando o frango no óleo. Quando começar a dourar, vá acrescentando os temperos: o louro, o alho com o sal e pimenta, as cebolas, o cheiro-verde, o tomate, o orégano, a cúrcuma, o molho de soja. Quando fizer um caldinho, espere secar, sempre mexendo. Acrescente a água e deixe ferver, até reduzir pela metade. Acrescente as azeitonas e o vinho. Ferva um pouco pra evaporar o álcool. Sirva imediatamente. Para acompanhar, arroz ou pão ou os dois.

Hummm! Estotiene francés!

Frango à Caçadora, frango, vinho

Colunista

Maria de los Angeles

Autodidata, especialista em culinária espanhola e cronista gastronômica
maria@delosangeles.com.br

Veja mais artigos
Mais lidas
  1. Uma sobremesa muito refrescante
  2. SARDINHAS
  3. Alióli
  4. Cuscuz Rodolfo Valentino
  5. Gaspacho Andaluz
  6. Cacau do bom
Leia também
  1. Cassoulet. Feijão branco, um prato redundante
  2. Tortilha Espanhola
  3. Uma salada lá do Mediterrâneo
  4. Paelha, um prato do Mediterrâneo
  5. Molho vermelho especial
  6. Lombarda; Repolho Roxo