Revista Sucesso

Atualizado em 28/06/2016 16:17

Gastronomia

low Food, a arte de cozinhar lentamente

Voltar a fazer o ritual de sentar-se à mesa para degustar a comida, enquanto conversamos, bebemos ou discutimos.

Da redação


“Quantas vezes, ao encontrar um sábio. 
 Doce como Sócrates ou Platão,
Dão-lhe cicuta em lugar de salário
Ou assam-no como presunto ou pão!” Don Marquis, Um olhar abrangente.

O movimento gastronômico Slow Food está disseminado pelo planeta já faz algumas décadas. Na contramão do Fast Food, trata-se de cozinhar e comer sem pressa, sem estresse de tipo algum, por horas e horas e horas. Voltar a fazer o ritual de sentar-se à mesa para degustar a comida, enquanto conversamos, bebemos ou discutimos.

Georges Ohsawa, fundador da Macrobiótica no Brasil, dizia que os alimentos detestam ser manipulados com rapidez, pois mudam de vibração. Dizia também que cada bocado tinha que ser mastigado no mínimo 50 vezes. Por aí deduzo que ele, sem saber, foi um pioneiro do Slow Food.

Comer devagar realmente é um luxo ao alcance de poucos nos dias que correm. E cozinhar devagar, preparando a comida com longas esperas, só está ao alcance dos grandes chefs de cozinha ou de quem vive como antes. Antes dos microondas, dos fornos elétricos, das comidas congeladas, etc. Vejo na Espanha, pela televisão, pessoas que vivem em cidades pequenas, preparando guisados, pucheros, ensopados, que levam dias para ficar prontos. Sem ir mais longe temos a feijoada, que era feita pelos escravos e,se for da boa, tem de ficar de um dia para outro cozinhando.

A receita de hoje é do meu ensopado básico, que não requer mais que hora e meia para ficar pronto, em panela de pressão. A carne em cubos pode ser substituída por frango, peixe, até bacalhau. A batata por mandioca, aí teremos a famosa Vaca Atolada mineira.

Ensopado delicioso de Carne e batatas (para 6 pessoas, no almoço e jantar )

Ingredientes:

  • 600 gramas de carne (coxão mole, alcatra etc.) cortada em cubos grandes;
  •  6 batatas descascadas cortadas em 4 ;
  • 4 cenouras em rodelas;
  • 2 cebolas cortadas em 4;
  • 2 tomates sem pele cortados em 4;
  • 6 dentes de alhoamassados com sal;
  • 1/2 pimentão vermelho cortado em quadrados;
  • 1/2 pimentão verde cortado em quadrados;
  • 4 colheres de sopa de óleo vegetal;
  • 1 colher de chá rasa de páprica;
  • 2 folhas de louro;
  • 2 copos tipo americano de água;
  • 1 pitada de açafrão (opcional);
  • Sal a gosto, lembrando que no alho amassado já tem sal.

Direto na panela, refogue a carne no óleo, até dourar um pouco. Acrescente o louro, o alho, a água. Cozinhe na pressão por meia hora. Se a carne já estiver macia, acrescente a cebola, os tomates, o pimentão, as batatas, as cenouras e os temperos. Cozinhe até tudo ficar macio e reduzir um pouco o caldo. Sirva imediatamente, regue com azeite e molhe o pão no caldo. Sem pressa.

 

Ensopado,Carne e batatas, low Food

Colunista

Maria de los Angeles

Autodidata, especialista em culinária espanhola e cronista gastronômica
maria@delosangeles.com.br

Veja mais artigos
Mais lidas
  1. Uma sobremesa muito refrescante
  2. SARDINHAS
  3. Alióli
  4. Cuscuz Rodolfo Valentino
  5. Gaspacho Andaluz
  6. Cacau do bom
Leia também
  1. Torta de Maçã em Camadas
  2. Comida bem brasileira
  3. Cozinhando com vinho
  4. Um Guisado das Arábias
  5. Lombarda; Repolho Roxo
  6. Alióli