Revista Sucesso

Atualizado em 27/06/2016 11:11

Gastronomia

Salada de Arroz Integral

Um arroz integral bem feitinho é prato pra gourmet nenhum botar defeito, e existem temperos que combinam de modo perfeito com ele

Da redação


“O fato de mais da metade das refeições nos Estados Unidos ser proveniente de lanchonetes tipo fast-food só agravou as coisas. Antigamente, os carboidratos que ingeríamos eram menos processados do que são hoje.

A maior parte dos grãos era produzida em casa ou em padarias locais com o grão integral. Não se usava a farinha processada várias vezes, desprovida de todas as fibras...”

Arthur Agatston, M.D. – A Dieta de South Beach.

Por motivo de forças maiores, volto à minha dieta natural de toda vida, de pães, bolachas e massas integrais, muitos legumes, carnes magras, verduras e arroz integral. Os primeiros dias são mais difíceis. Sente-se agudamente o sabor rude do arroz. Depois se agradece por mastigar os pequenos bagos, que explodem em sabor.

O paladar se refina junto com o corpo, as ideias ficam mais claras, a química sanguínea muda. Um arroz integral bem feitinho é prato pra gourmet nenhum botar defeito, e existem temperos que combinam de modo perfeito com ele. Gosto do tipo cateto, que é quase uma bolinha de tão arredondado, quase um minigrão de milho. O segredo está no cozimento. Já deixo uma porção cozida na geladeira e quando bate a fome, esquento (ou requento, melhor dizendo) com rodelas de tomate em cima ou com queijo, azeite, salsinha e cebolinha, de modo separado ou tudo isso junto. Com uva passa e um pouco de algum tipo de pimenta, fica uma delicia. São muitas as combinações, que fazem dele um carboidrato dos mais ricos e nobres. Carboidrato com todas suas fibras, e no metabolismo um autêntico aspirador de toxinas, e, também, até da famigerada gordura corporal. Acredite se quiser! E anote:

Salada de Arroz Integral

(6 porções)

Pré-cozinhe o arroz colocando-o numa panela de pressão. Para 2 copos de arroz, 4 copos de água. Use sempre o dobro de água. Uma pitada de sal. Depois que levantar fervura, abaixe o fogo e deixe mais uns 20 minutos.

Enquanto isso, prepare:

3 cebolas picadinhas;
1 pimentão vermelho sem sementes, picado;
50 gramas de castanha de caju (ou qualquer outra) torrada e picada grosseiramente;
2 colheres de sopa de cheiro-verde picadinho;
6 colheres de sopa de molho de soja;
3 colheres de sopa de azeite extra virgem;
Sal e pimenta a gosto.

Quando o arroz estiver macio passe na água limpa, escoe e esfrie. Coloque-o numa tigela e adicione os demais ingredientes, misture bem e sirva. Se sobrar, vale requentá-lo no micro-ondas (bendito micro-ondas!) para o jantar.

 

Arroz Integral, dieta natural, paladar, Salada de Arroz Integral

Colunista

Maria de los Angeles

Autodidata, especialista em culinária espanhola e cronista gastronômica
maria@delosangeles.com.br

Veja mais artigos
Mais lidas
  1. Uma sobremesa muito refrescante
  2. SARDINHAS
  3. Alióli
  4. Cuscuz Rodolfo Valentino
  5. Gaspacho Andaluz
  6. Cacau do bom
Leia também
  1. Lombarda; Repolho Roxo
  2. Pão Primavera
  3. Uma salada lá do Mediterrâneo
  4. Pão Integral
  5. Um peixe muito requintado
  6. Um bolo lá da roça