Revista Sucesso

Atualizado em 20/05/2021

Saúde

Cuidar das cordas vocais é essencial para uma boa qualidade de vida

Nos comunicar é uma tarefa que desempenhamos desde bebês, por meio de choros, caretas e gritos. Por sermos seres sociáveis, precisamos do contato com outras pessoas e, por isso, a voz é um instrumento primordial para o nosso convívio em sociedade.

Da redação

Apesar de ser muito importante, entretanto, muitas pessoas acabam por acreditar que, como é algo que nasce junto com a gente, a voz é algo desmerecido de atenção.

Segundo Sirley Machado Maciel, professora e especialista em oratória, “cuidar da voz é cuidar da própria qualidade de vida. Por isso, é essencial que, principalmente vivendo em um momento de isolamento social, no qual a voz é mais fortemente utilizada, as pessoas tenham conhecimento sobre as prevenções e cuidados que se deve ter com as cordas vocais”.

Todos usamos a voz diariamente. Alguns com mais intensidade do que outros; ela, para determinadas pessoas, se torna ainda um instrumento de profissão. Cantores, atendentes de call center, palestrantes, professores… são pessoas que precisam ter cuidados redobrados no que se refere ao uso adequado da voz. Não só para profissionais, todavia, como qualquer pessoa deve prevenir problemas futuros na voz com algumas prevenções.

“Existem pessoas que, por trabalharem em empregos que não são formalmente qualificados naqueles que se usa a voz excessivamente, acabam por deixar de lado os cuidados com a própria voz. Atitude essa que pode causar danos por excesso ou mal uso da voz”, alerta a maior referência em oratória do Paraná.

No Brasil, a ferramenta ganhou até uma data com objetivo de chamar a atenção e conscientizar a população em geral sobre a prevenção de doenças e os cuidados com a voz. As primeiras comemorações sobre a voz ocorreram aqui no Brasil a partir de 1999. Com a instituição da Lei Nº 11.704, de 18 de junho de 2008 houve a instituição do dia 16 de abril como o Dia Mundial da Voz, quando a data passou a ser comemorada também nos Estados Unidos, Europa e Ásia.

Nesta data, com a pretensão de evitar danos e problemas na voz de toda a população por meio do conhecimento, é importante o aprendizado sobre os principais sintomas de danos nas cordas vocais. “Os principais sinais de alerta são qualquer alteração na voz; tosse frequente seca e sem conteúdo; alterações no volume, tom e timbre da voz; ficar com dificuldade de falar, sentir cansaço ao falar ou dificuldades de manter por algum tempo a fala; aumento de pigarro, rouquidão ou perda de voz com frequência”, explica Sirley.


Para prevenir o aparecimento de quaisquer problemas fonológicos, é importante realizar algumas atividades:


1) Conhecimento sobre a voz profissional – que corresponde a informações e consciência sobre a utilização da voz no campo profissional de forma adequada.

2) Análise vocal – onde podemos detectar os problemas e as dificuldades a serem trabalhadas, bem como, as potencialidades a serem ressaltadas e valorizadas.

3) Treinamento vocal – corresponde a um conjunto de atividades e exercícios, oriundos da técnica vocal, que alinha o desenvolvimento vocal, através da estética vocal.

“Precisamos ampliar as campanhas de conscientização aos cuidados com a voz profissional. Afinal, cuidar e treinar o nosso principal instrumento de trabalho é uma responsabilidade de todos nós”,

revista bem estar, revista sucesso, londrina, paraná, bem estar, saúde, cordas vocais
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Atenção! Meningite mata rápido!
  2. Por que os cabelos caem quando estamos...
  3. Saiba como evitar o mau hálito com a ajuda da...
  4. Atividade física no inverno é essencial, mas...
  5. Dor de cabeça: saiba diferenciar causas e...